Quem é George Soros?

Por Francisco Bezerra

georgesoros1205

O jornal progressista britânico The Independent publicou recentemente uma matéria (leia aqui), colocando Georges Soros como a maior ameaça à “extrema-direita” no mundo. Isso, segundo a publicação, explicaria a perseguição empenhada contra ele na Europa e na América, onde ele é tido como um grande inimigo.

Porém, diferentemente do que diz o jornal, a verdadeira ameaça representada por Soros não é à “extrema direita” – muitos dos grupos que se opõem a ele são de esquerda – , o verdadeiro perigo representado pelo bilionário é às unidades nacionais, a estabilidade social nos países e a herança cultural particular de cada povo.

O mega-especulador húngaro-americano judeu é dono de diversos negócios no mundo todo e usa parte de sua fortuna para espalhar sua visão de mundo.  Ele é, individualmente, o maior doador a causas progressistas do planeta. Estima-se que ele já tenha doado cerca de 11 bilhões de dólares de sua fortuna para disseminar a sua ideologia. No site de sua organização, a Open Society Foundations (visite aqui), pode-se entender um pouco de seu pensamento.

Soros trabalha para o fim das fronteiras nacionais e a criação de um mundo multicultural, onde nasceria uma espécie de “novo homem universal”. Isso o torna um grande entusiasta de temas que o auxiliariam na implantação deste objetivo final: políticas empenhadas em diminuir a força do ideal nacional e da identidade própria de cada povo, sua cultura, sua religião.

Entre as causas defendidas e financiadas pelo bilionário estão a criação organismos globais, o enfraquecimento das fronteiras, o fim das forças policiais nacionais, desarmamento da população, legalização das drogas, descriminalização do aborto para fins de controle demográfico, descriminalização da pedofilia, imigração, leis racialistas, leis feministas, ideologia de gênero etc. Tudo isso sob a máscara da defesa da democracia, da liberdade, dos direitos humanos e da paz mundial.

Soros foi um dos maiores financiadores da campanha de Hillary Clinton e é um grande entusiasta da União Européia. Por isso, o Brexit, no Reino Unido, e a eleição de Donald Trump, nos EUA, representaram uma grande derrota no avanço da agenda progressista. Esses dois episódios escancararam o descontentamento da população destes países com os efeitos da política globalista.

No Brasil, além de ONGs, grupos e coletivos de esquerda, Soros financia o MST, black blocse conhecidos veículos de mídia alternativa, como Mídia Ninja, Leonardo Sakamoto, Quebrando o Tabu, entre outros órgãos da imprensa e jornalistas, os quais não são nada independentes e seguem a risca a cartilha do milionário.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s