A ascensão do PT e a decadência moral e intelectual do Brasil

Por Lima Campos Jr.

gramsci

Em tempos de decadência moral e intelectual de uma sociedade, logo se faz presente um fenômeno inteiramente destrutivo: o comando político e intelectual da sociedade passa a ser regido pelos medíocres, fracassados e ressentidos.

Continue Lendo “A ascensão do PT e a decadência moral e intelectual do Brasil”

Anúncios

A dialética do conhecimento

Por Ivan Pessoa

14425303_10153937472037960_6835249943569138501_o

Tomar uma ideia como se fosse genuinamente sua é o único critério hermenêutica para uma compreensão efetiva, processo que, quando plenamente realizado, revela certa grandeza ética ou interpessoal. Empreendê-la demanda um monólogo interior e um diálogo posterior, capaz de apresentar consentimento, correção ou recusa.

Continue Lendo “A dialética do conhecimento”

Filósofo Romeno debate: Dugin x Olavo de Carvalho (Legendado PT-BR)

Entrevista concedida pelo filósofo romeno Horia-Roman Patapievici ao jornalista Ion M. Ioniţă da TV Adevărul no último dia 17 de novembro, falando sobre o lançamento na Romênia do livro Os Estados Unidos e a Nova Ordem Mundial. Um debate entre Alexandre Dugin e Olavo de Carvalho.

Créditos da Tradução: Elpídio Fonseca

Quem é George Soros?

Por Francisco Bezerra

georgesoros1205

O jornal progressista britânico The Independent publicou recentemente uma matéria (leia aqui), colocando Georges Soros como a maior ameaça à “extrema-direita” no mundo. Isso, segundo a publicação, explicaria a perseguição empenhada contra ele na Europa e na América, onde ele é tido como um grande inimigo.

Continue Lendo “Quem é George Soros?”

A falsa memória da direita

Por Olavo de Carvalho

protesto_no_rio_de_janeiro_interna_foto_fernando_fraz_o-ag_ncia_brasil

Dizem que o Brasil é um país sem memória, mas isso não é verdade: o Brasil é um país com falsa memória. Esquecer o passado é uma coisa, reinventá-lo conforme as ilusões do dia é bem outra. É desta doença que a memória do Brasil padece, e ela é bem mais grave que a amnésia pura e simples.

Continue Lendo “A falsa memória da direita”

Discípula de Paulo Freire assassina Machado de Assis

Por José Maria e Silva

Em sua arbitrária simplificação de Machado de Assis, em que comete erros primários de interpretação de texto, a escritora-empresária Patrícia Secco embrutece o espírito do leitor ao falsear o mestre e descaracterizar seus personagens

zemaria1Localizado nas proximidades do Viaduto do Chá, que, desde a inauguração em 1892, se tornou, durante muitos anos, o principal cartão postal da cidade de São Paulo, o Vale do Anhangabaú será palco, em ju-nho próximo, de um evento literário inusitado — um túnel construído não por concreto, mas por 60 mil livros. Trata-se do lançamento da nova edição de uma das mais importantes obras da língua portuguesa de todos os tempos, a novela “O Alienista”, de Machado de Assis, que, depois da morte do escritor em 1908, separou-se de “Papéis A­vulsos”, o volume de contos em que fora originalmente publicado em 1882, e se tornou um livro autônomo, traduzido em vários idiomas. Mas não se trata exatamente da obra-prima de Machado — o que o leitor vai encontrar nesse lançamento faraônico é uma adaptação de “O Alienista”, coordenada pela escritora Patrícia Secco e patrocinada pelo Ministério da Cultura, por intermédio da Lei Rouanet.

Continue Lendo “Discípula de Paulo Freire assassina Machado de Assis”