Nota de esclarecimento – 20/07/2016

O grupo Carcarás – Juventude Conservadora da UFMA vem por meio deste comunicado esclarecer alguns mal-entendidos:

13654195_954364348019469_3732559420949986819_n

Está circulando pela internet e pelos corredores do Centro de Ciências Humanas – CCH, a falsa afirmação de que o Departamento de Filosofia da UFMA estaria numa empreitada contra o I Encontro da Juventude da UFMA.

Sobre isso, gostaríamos de esclarecer os seguintes pontos:

I – Em momento algum o grupo Carcarás ou qualquer um de seus membros sofreu qualquer tipo de represália ou perseguição por parte do departamento de Filosofia, nem foram convocados a prestar esclarecimentos ao referido departamento, de fato aconteceu uma assembleia com os professores da qual dois dos organizadores do evento tiveram a honra em participar, mas de forma alguma o departamento de Filosofia se mostrou fechado ao diálogo e/ou em posição de ataque ante os alunos que estão a organizar o já citado evento. O ocorrido se deu por um convite feito aos organizadores a participarem de uma assembleia mensal de professores do departamento de filosofia que nessa ocasião teve como uma de suas pautas o I Encontro da Juventude Conservadora da UFMA. Os organizadores aceitaram de bom grado o convite, lhes foi cedido tempo e espaço onde puderam sanar as dúvidas e fofocas que possivelmente estariam circulando pelos corredores da Universidade. Todos os professores ouviram de forma respeitosa e pacífica, sanada as dúvidas, a assembleia continuou normalmente a tratar de outras pautas já programadas.

II – Não há inverdades, mas sim mal entendidos no que diz respeito ao envolvimento de professores no assédio sofrido pelos organizadores. HÁ SIM professores que estão incentivando e apoiando atos de desrespeito e chacota para com os organizadores do evento em questão, cabe lembrar que a organização é composta somente por alunos da Universidade federal do Maranhão, e como todo o corpo discente, tem o total direito de atuar politicamente na instituição (não entendendo o termo “politicamente” usado aqui, como “fazer propaganda partidária” e sim como definiria Aristóteles. Afinal somos todos Zoon Politikon), toda a organização dos Carcarás e cada aluno que se sente representado pelo grupo merece respeito ante suas posições filosóficas, políticas e religiosas, afinal “é inviolável a liberdade de consciência e de crença”, são estes, direitos do qual compartilham todo cidadão brasileiro como manda o artigo 5° de nossa carta magna:

é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença”

Portanto garantir a liberdade de expressão é dever de todo corpo docente da UFMA, tal como da Reitoria e de cada aluno da instituição. Entretanto, um tal professor Saulo Pinto Silva tem usado suas redes sociais para incentivar grupos que visam fazer desordem e chacota do I Encontro da Juventude Conservadora, o próprio Saulo tem rotulado os membros do grupo carcarás com termos ofensivos tais como “Juventude mamute”, “manada”, “bárbaros” entre outros adjetivos pejorativos.

No entanto, é um caso isolado que não deve de forma alguma ser generalizado, muito menos associado ao departamento de Filosofia, cujos diversos professores apesar de posições políticas e filosóficas diferentes, parabenizaram a organização do encontro e se prontificaram a comparecerem ao evento. Quanto ao Saulo Pinto, cabe ressaltar que o tal professor tampouco faz parte do departamento de filosofia.

III – Ademais, é irracional que peçam a nós, os Carcarás, que nos responsabilizemos pelo que é dito por terceiros e em meios de comunicação do qual nós não temos nenhum tipo de controle. É fato que algumas pessoas totalmente ignorantes quanto ao que é de fato Conservadorismo, têm feito postagens sobre o evento que estamos a organizar, mas eles respondem por si; tais pessoas não falam pelo grupo Carcarás e não podem transferir para nós a responsabilidade por seus comentários. Toda e qualquer postagem oficial feita em redes sociais pela organização, é feita com o nome de nossa página no facebook (Carcarás – Juventude Conservadora da UFMA). Se há algum grupo ou pessoa que diz falar por nós, mas não o faz através da página, deve ser ignorado.

No mais, agradecemos aos professores do Departamento de Filosofia da UFMA e dos demais departamentos desta Universidade por nos dar apoio e incentivo, claro. Nem todos estão dispostos a dialogar e preferem nivelar tudo e todos, sem buscar conhecimento prévio e verdadeiro, no entanto não temos como deixar de notar a prontidão dos professores do departamento de Filosofia ante nosso singelo evento. Em especial agradecer aos professores Plínio, Wellington Amorim e César Frederico, que sempre estiveram dispostos a ouvir opiniões contrárias às suas e a respeitarem as diferenças, sejam elas políticas, ideológicas ou filosóficas.

Att: grupo Carcarás.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s